Merlot e Pinot : 1001 Cepas

Merlot e Pinot : 1001 Cepas

Duas grandes cepas tintas compõem nossa seção "1001 Cepas": Merlot e Pinot, com suas versões. Leia conosco!

Merlot

A Merlot, talvez originária da grande região vitícola Bordelais, só é mencionada no século XIX.

Principais terroirs: sua terra preferida situa-se na margem direita do rio Garonne, em Saint Emillión e Pomerol, sobre solos frescos, de argila e calcário. Mas é também cultivada no sul da França, norte da Itália e, há vários anos, na Califórnia.

Características: o vinho procedente da Merlot é maio, frutado, com aromas de cassis e de ameixa. Bebe-se, em geral, jovem. Mas, associado a outras cepas, pode dar um vinho que assume, com o tempo, uma complexidade esplêndida.

Pinot

Esta planta muito antiga, que se pode supor que é originária da Borgonha, no início do século I. Geneticamente instável, a Pinot está na origem  de uma família numerosa, compreendendo tanto cepas tintas quanto brancas: pinot noir, meunier (tinta), gris ou beurot (rosa cinzento), blan, etc.

Pino Noir: Bastante delicada, ela oferece a particularidade de ser, de todas as cepas, a mais fina e a mais sensível ao terroir. Por essa razão, na Borgonha, ela produz um vinho diferente a cada 500 metros, ainda que seja sempre um grande vinho. Fora da Borgonha, ela dá grandes vinhos na região da Champagne, frequentemente associada à Pinot Meunier e à Chardonnay. Por outro lado, dá origem a vinhos de qualidade variável no Oregon (EUA), na Austrália e na Nova Zelândia  com um bom destaque para a Romênia.

Pinot Meunier: é sobretudo plantada na Champagne e dá origem a vinhos macios e frutados.

Para apresentar o conteúdo dessas duas cepas, a Carpe Vinum indica o Tacuabe Merlot 2011 e o Prahova Valley Pinot Noir 2013, excelentes rótulos para quem quer apurar o paladar nessas cepas. Vamos às taças!

 

Leia também:

1001 cepas Carpe Vinum - Gamay e Grenache

1001 cepas Carpe Vinum - Cabernet-sauvignon e Cabernet Franc