Vinhos Australianos

Vinhos Australianos

Vamos conhecer o país que possui um dos mercados vinícolas de grande expansão e com vinhos emergentes de grande qualidade. A Carpe Vinum apresenta os vinhos australianos!

O vinhedo Australiano quase triplicou em 20 anos, e seus vinhos estão presentes na maior parte dos lugares do mundo. A força dos produtores australianos reside em seu dinamismo, sua organização e capacidade de elaborar vinhos moldados ao gosto do consumidor. Mas a Austrália também produz grandes vinhos que devem seu caráter ao terroir  e a uma reserva impressionante de antigas vinhas.

 

O país se beneficia de condições geográficas quase ideais para a vinha: sol generoso, baixa umidade, influências marítimas, locais montanhosos. Os australianos fazem do clima o fator essencial no potencial de um vinho, mas a questão dos solos, da orientação da latitude é amplamente levada em conta. As principais regiões australianas são:

Nova Gales do Sul

O estado de Nova Gales do Sul, no Sudeste do país, é a mais antiga e uma das mais importantes regiões e produção. Ela continua a se desenvolver e sua produção tende sempre a ter um crescimento. Seus principais vinhos vem das cepas de Shiraz e Sémilon. As sub regiões se destacam no Vale Hunter: Mudgee se beneficia de um clima mais seco e mais quente, sob influência marítima; e Orange, que foi objeto de investimentos nos últimos anos de grandes grupos. Mais no interior, a oeste, temos Murrumbigee, que fornece vinhos provenientes da Sémilon e Trebbiano. Por fim, no sudoeste do estado, temos bons vinhedos de Canberra.

Victoria

Ao sul de Nova Gales do Sul, o estado de Victoria concentra 17%  da proporção nacional, distribuído em grande número de regiões com características muito diferentes. O clima quente no nordeste permite produzir esplêndidos vinhos licorosos a partir da Muscat ou da Muscadelle. Mais ao sul, em Vale King, vinhedos beneficiam-se de mais frescor e neles são plantados principalmente a Riesling, a Chardonnay, e a Cabernet-sauvignon. Nas partes mais meridionais de Victoria, muito expostas a influências oceânicas, a Pinot Noir e a Chardnnay ão vinhos elegantes.

Tasmânia

A Tasmânia é uma grande ilha ao sul do estado de Victoria. Ainda há pouco tempo, seu clima muito fresco e ventoso era considerado útil apenas para produção de espumantes, mas há alguns anos (e graças ao aquecimento global que faz subir as temperaturas um pouco por toda a parte) produzem-se ali belos vinhos brancos tranquilos, bem como promissores Pinot Noirs.

Austrália Meridional

O estado da Austrália Meridional assegura quase 46% da produção vitícola, graças aos grandes volumes produzidos em Riverland, ao longo do Rio Murray. Mas sua verdadeira riqueza se situa nas zonas próximas da costa, submetidas às influências suavizantes do oceano. Ao sudeste, temos alguns locais notáveis como as colinas do Vale McLaren, que produzem, sob um clima mediterrâneo, belos vinhos tintos provenientes da Shiraz e da Cabernet Sauvignon. Mais ao norte, o vale Barossa é um setor de vinhas muito velhas de Shiraz e que dão vinhos encorpados e cheios sob um clima quente: é a tradução da referência de um bom vinho Shiraz Australiano.

Para complementar, a Carpe Vinum apresentamos para vocês uma boa referência dos vinhos de lá!

Yellow Tail Chardonnay

Uma amostra do vinho Chardonnay australiano, produzido em South Western, na pequena cidade de Yenda. Yellow Tail posui  aromas de frutos maduros, como pêra, melão e pêssego, com um toque cítrico e de nozes. Na boca, frutados, macio e refrescante. Destacamos a acidez equilibrada, final longo e delicado.

Angove Long Row

Esse excelente vinho é feito na Austrália Meridional, na região do McLaren Vale, Adelaide. Possui aroma de frutas vermelhas e negras maduras, notas de especiarias, como pimenta preta e toques defumados e terrosos. Na boca, é encorpado, com taninos maduros e macios e boa estrutura. Seu final de boca é agradável, longo e frutado.

Não espere para conhecer nossa linha de vinhos australianos na nossa loja online! Até a próxima!